A hora e a vez do Plano B

Um dia, sem nenhum aviso, as coisas viram de cabeça para baixo. Tudo o que parecia certo estremece e você se vê diante de uma grande nada, uma incerteza quanto ao futuro. Sim, imprevistos acontecem.  No âmbito do trabalho, a mudança mais temida é a perda do emprego. Ou o fim do seu empreendimento. Seja qual for a situação, é preciso estar cada vez mais preparado.

Planejamento pragmático
Não se trata de ser pessimista, mas com toda instabilidade econômica vivida pelo Brasil nos últimos anos, prever um plano alternativo, uma saída, se tornou quase uma obrigação. Que muitos deixam para depois. Por preguiça. por achar que nada vai acontecer ou por simples desinformação. O fato é que ter este plano B estruturado, de forma clara e precisa, pode ser a salvação quando chegar o terremoto. 
Como fazer?
Estruturar um plano alternativo pode ser uma tarefa divertida e prazerosa. No entanto, os planos B devem ser pensados ao longo do tempo, enquanto você tem a sua ocupação principal ativa. Caso contrário vira "plano emergencial" e aí as coisas correm o risco de se atropelarem. Para botar as ideias no papel, é preciso prever 4 etapas: autoconhecimento, informação, estruturação e atualização.
É  possível sonhar? 
Ainda que você deva manter os pés no chão, é possível das asas à imaginação e sonhar com cenários onde você é feliz e produtivo no que faz. Não esqueça, porém, de manter contato com a realidade. Para descobrir qual é o seu Plano B,  em primeiro lugar a pessoa deve conhecer-se muito bem. De forma honesta, pergunte-se: do que eu gosto? Para o que tenho aptidão? Sou mesmo um empreendedor, conheço os riscos de possuir uma empresa? Ou devo manter contatos visando objetivamente uma recolocação profissional como funcionário de outra empresa?
Em segundo lugar é preciso estar muito bem informado sobre a situação que voce imagina como ideal. Se a decisão é por mudar de ramo profissional, deve saber ao máximo detalhes da na nova atividade. Se pretende empreender, mais do que nunca precisa conhecer a realidade tanto do empreendedor quanto do mercado onde pretende se inserir. Para buscar estas informações, publicações especializadas confiáveis e serviços como o SEBRAE são boas fontes. 
Em terceiro lugar, comece um planejamento estruturado. Isto significa listar tudo aquilo que é necessário para levar adiante o projeto. Busque ajuda profissional caso necessário. Existem inúmeros consultores de carreira e de negócios que podem ajudar. Tenha consciência bem clara de que não existe caminho fácil. O que torna as coisas mais fáceis é o planejamento e a execução bem concebidos. Conversar com pessoas que já passaram por esta experiência pode ser mais útil do que horas de estudo teórico.
Por último, mantenha um plano de ação atualizado. Na hora da mudança fica muito mais tranquilo agir e levar adiante o planejado.

Dicas de links úteis para pensar sobre o Plano B:
http://partiuplanob.com.br/
http://www.administradores.com.br/artigos/carreira/plano-b-na-carreira-por-que-voce-precisa-ter-um/98938/
https://www.reachr.com.br/blog/como-montar-um-plano-b-na-carreira/
http://viversemchefe.com/tenha-um-plano-b/